segunda-feira, 4 de maio de 2009

TEORIA DOS ESPECTROS

NADAR . THE PHOTOGRAPHER'S WIFE . 1890

"Segundo Balzac, cada corpo na natureza se compõem de séries de espectros em camadas infinitamente sobrepostas, laminadas em películas infinitesimais em cada um dos sentidos em que a óptica percebe este corpo.
Como o homem jamais pode criar - ou seja, constituir algo sólido a partir de uma aparição, do impalpável, ou do nada fazer uma coisa -, cada operação daguerreana vinha então surpreender, destacar e reter ao aplicar-se uma das camadas do corpo visado. De onde se concluí que o dito corpo, a cada nova operação, sofre a perda evidente de um espectro, ou seja, uma parte da sua essência constitutiva."


Quand jétais photographe, Nadar, Les Introuvables, éditions dáujourd´hui,Plan de la tour 1979

Um comentário:

André Capilé disse...

Uma ideia latente no filme de Win Wenders, Palerno Shooting.
Só por isso é um filme interessante. É um filme exemplo.